Buscar
  • Abeni Carneiro Bastos Junior

A SALVAÇÃO VEM DOS JUDEUS

Franz Rosenzweig disse: "Se nós, cristãos, não andamos lado a lado com os judeus, corremos o risco de voltar ao paganismo de onde saímos ... Adaptar-se à idolatria de uma cultura e nação é uma tentação constante para os cristãos". (Richard J. Neuhaus, editor-chefe, First Things, 2001).

Franz Rosenzweig (1886-1929) foi um teólogo influente. Ele disse: "... O cristianismo é judaísmo para os gentios". Uau. Pense nisso. Ele disse que era provável que poucos pensadores do cristianismo tenham digerido o que Jesus disse em João 4: 22 - Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus”. Ele acreditava que a pedra de tropeço residia no fato de que muitos cristãos não conseguem aceitar a judaicidade de Jesus. "Meu Jesus é judeu? Nunca!” (Testemunho de um cristão protestante).

Setembro de 2019 trouxe uma manchete chocante para o mundo. Um padre cristão ortodoxo em Halifax, Nova Escócia, foi forçado a renunciar à sua profissão porque pediu a seus congregantes que "orassem por Israel" e lembrou à congregação que "Jesus era judeu" (Israel Breaking News).

“O verdadeiro Jesus, por favor, se levantará?”, O título de um panfleto que me foi dado anos atrás, fez muitas pessoas pensarem. Quem foi e quem é Jesus em relação à sua linhagem física? Ele era católico, protestante ou judeu? Na próxima edição da revista "Por amor de Sião", examinaremos os fatos e determinaremos quem Ele era, quem Ele é e quem Ele será para sempre, se rastrearmos Sua ascendência humana (Romanos 9: 5).

A primeira edição do Novo Testamento, na qual as palavras de Jesus foram impressas em vermelho, foi publicada em 1899 por Louis Klopsch, que era um defensor do Moody Bible Institute em Chicago, Illinois, Um homem que desejava compartilhar a Bíblia com mais pessoas.

Com a Bíblia na mão, Derek Prince sempre ensinou que a Igreja tem uma grande dívida pra com o povo judeu. Abraão foi chamado para ser pai de muitas nações (Romanos 4: 17). Deus disse a Israel: "... que grande nação tem leis e regras tão perfeitas quanto os ensinamentos que hoje estou apresentando a você?" (Deuteronômio 4: 8). Shaul (Paulo), em seu desejo que Israel despertasse para seu Messias, disse: Moisés recebeu os "oráculos vivos" (Atos 7: 38); Paulo também observou em Romanos 3: 1 - 2: “Qual é a vantagem do judeu ... Muita, em todos os sentidos! "Eles não apenas receberam essas palavras proféticas vivas, mas também a Torá, que vem do Espírito de Deus, de acordo com Romanos 7: 14; todas as famílias na terra foram abençoadas pelo povo judeu (Atos 3: 25); e “eles (os judeus) foram feitos filhos de Deus ...” (Rom. 9: 4) Eles foram Sua escolha soberana, não dependendo do que eles fizeram ou deixaram de fazer, mas foi Deus quem os chamou (Rom. 1: 11). Mesmo que os judeus fossem infiéis, isso não prejudicou a fidelidade de Deus, assim os cristãos falharam de muitas maneiras e foram infiéis. Não nos foi confiada a obra que Deus deu aos judeus. "A sua voz ressoou por toda a terra, e as suas palavras, até os confins do mundo" (Romanos 10:18). Foram os judeus que primeiro trouxeram a Palavra de Deus para nós sobre o Messias e o Reino por vir.

O nome Yeshua é o nome hebraico do Senhor. Que significa justamente “salvação". Quando Ele proclamou "a salvação vem dos judeus" (João 4: 22), expressou a conexão entre um povo em particular e a libertação da morte. Sua posição era clara. Ele percebeu que a mulher no poço tinha que saber a verdade. Sua voz de autoridade a fez pensar duas vezes sobre a libertação salvífica vinda de um ponto de origem definido. Ela só precisava conhecer os fatos e depois foi para sua vila e os proclamou.

Muitos cristãos compreenderam que se não tivéssemos povo judeu, não teríamos escrituras, profetas, salmistas, apóstolos, Messias, não teríamos nenhum entendimento sobre sacrifícios de sangue e não teríamos Jesus! Jesus disse de forma transparente e sem nenhuma vergonha: "Eu sou judeu!", mostrando que ele não estava pensando em renunciar sua igualdade com o seu povo. As palavras de Jesus nas letras vermelhas em Apocalipse 22: 16 afirmam: "Eu, Jesus ... sou a raiz e descendente de Davi ..." E Apocalipse 5: 5 confirma estas palavras com a declaração do ancião judeus: "... Eis o leão que é da tribo de Judá, a raiz de Davi ". Que dia de acerto de contas será quando os inimigos de Israel se curvarem diante do rei dos judeus (Mateus 27:37)!

Shaul (Paulo) também nos lembra em Romanos 1: 3 de seu irmão judeu Jesus "com respeito a Jesus Cristo Nosso Senhor, que nasceu da semente de Davi de acordo com a carne." Então Shaul chama nossa atenção para sua própria origem judaica. "... Eu também sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim ..." (Romanos 11: 1). Finalmente, Timóteo, filho de Eunice, nos lembra: " Lembre-se de Jesus Cristo, da semente de Davi, que ressuscitou dos mortos ..." (2 Timóteo 2: 8).

Enquanto estudava Jeremias 23, tive uma iluminação interior nas palavras do Profeta; eu entendi que Jeremias exortou os líderes judeus de seu tempo. Devemos também apontar afetuosamente para nossos próprios líderes espirituais que o povo (as ovelhas) precisam de mais atenção espiritual e que nesses dias acelerados de profecia, “comida na hora certa” (Mateus 24: 45) deve ser servida em nossos púlpitos. Em outras palavras, as pessoas sedentas devem receber os melhores ensinamentos das fontes de Jacó. Está se aproximando o dia em Jerusalém, quando o Rei voltar, em que ele realizará um banquete real em honra de seu pai, para o qual as nações são convidadas a adorar o único Deus verdadeiro. "Neste monte o Senhor dos Exércitos preparará um farto banquete para todos os povos, um banquete de vinho envelhecido, com carnes suculentas e o melhor vinho." (Isaías 25: 6). Se Deus quer apenas dar o melhor aos Seus filhos, por que não devemos também dar o melhor?

O engano é generalizado nas igrejas e é necessário preparar as ovelhas para o que está por vir - o que requer a inclusão de mensagens proféticas da Bíblia. "Todos os olhos estão esperando por você, e você lhes dá a comida na hora certa" (Salmo 145: 15). Onde há cultos desprovidos de Profecia Bíblica, ensinos sobre a Segunda Vinda, a Responsabilidade da Igreja para com Israel, a judaicidade de Jesus e o Reino Vindouro à Terra, o prato das pessoas está espiritualmente vazio. Pessoas de todas as nações estão agora vindo a Jerusalém para aumentar o nível de seu entendimento bíblico dos últimos dias, porque isso foi deixado de fora em suas igrejas.

Nossas igrejas precisam trabalhar para a restauração de Israel de todas as maneiras possíveis e se alegrar com o povo de Deus que Suas Palavras Eternas estão passando diante de nossos olhos. Nossas igrejas devem trabalhar de todas as maneiras possíveis para restauração Israel e se alegrar com o povo de Deus, por Suas palavras eternas estarem se cumprindo diante de nossos olhos. "E novamente diz: 'Alegrai-vos, pagãos, com o seu povo!'" (Romanos 15:10).

Há muitos anos atrás, ACI respondeu ao chamado de como um braço do ministério, oferecer entendimento hebraico aos nossos leitores. Ao focarmos mais no Senhor, examinamos mais profundamente por que Jesus disse: "A salvação vem dos judeus". Sua visitante no poço era uma mulher de Samaria. Como os samaritanos não seguiram a Torá e se desviaram do caminho espiritual, ele claramente desejou que ela aprendesse a verdade. Do ponto de vista judaico de conhecer a Torá, além de ser a Torá Viva - a palavra feita carne, Ele formulou Sua pregação de maneira clara e inequívoca. O pastor Chuck Swindoll disse: “Jesus nunca mentiu. Ele não podia mentir”. Amém. Podemos acolher todas as suas palavras e obter mais compreensão das letras vermelhas? Se alguém que lê este artigo recua repulsivamente, isso pode significar a diferença entre vida e morte - devido ao fato de que não haverá absolutamente nenhum anti-semitismo no Reino Vindouro de Deus na Terra.

Chocada que um judeu falasse com ela porque ela reconheceu Seus cabelos escuros, Seus olhos, Sua barba e Seu típico xale de oração, ela deixou escapar: " Você, um judeu, quer falar comigo?"

Logo após o início da conversa, Jesus deixou claro para ela o que estamos investigando hoje. Ele poderia ter anunciado: "A salvação vem de mim". Mas ele escolheu as palavras "os judeus". Por quê? Eu acho que Ele falou aos corações de todas as gerações vindouras. Como Filho de Deus, Ele já sabia que os futuros seguidores gentios esqueceriam que Ele era judeu, perseguiriam Seu povo (Mateus 25:40), separariam e trairiam seus irmãos judeus. Esta geração de severos oponentes de Israel e anti-semitas cristãos precisam entender que a redenção tem muito a ver com o povo judeu e que nunca devemos esquecer a mensagem que Jesus deu à mulher. Ele é o caminho para o Pai, mas Deus o Pai é o Deus dos Hebreus e será para todos as nações no reino vindouro.

Dr. Yaakov Geller, professor do Centro Schulman para a Vida Judaica, e Dr. Eli Lyzorken-Eisenberg, Presidente do Programa de Estudos Bíblicos do Israel Center, nos ajuda a aprender um pouco mais sobre os samaritanos. Eles se estabeleceram nas colinas de Efraim e trouxeram suas práticas pagãs com eles. Aceitaram partes da Torá, mas não se integraram ao povo judeu, vivendo como um grupo separado. Os samaritanos não acreditavam na santidade de Jerusalém; em vez disso, acreditavam apenas no monte Gerizim. Eles alegavam ser o verdadeiro Israel. Isso soa como alguém que conhecemos? Deus não permita que a igreja assuma as características do Samaritanismo, mas o perigo está aí! Eles também se opuseram à adoração ao Deus de Israel em Jerusalém. O Deus de Israel é inseparável do povo de Israel ... segue-se logicamente que um relacionamento com Ele é um relacionamento com Seu povo. Por causa de Jesus, compartilhamos a riqueza de sua oliveira, mas no entanto não a substituímos.

Para aqueles que nunca pensaram sobre essas declarações em letra vermelha do Senhor, é fundamental ouvir o que ele está dizendo. Se alguém pensa: "essa ideia vai contra tudo o que me foi ensinado" ou "é difícil de aceitar" porque contradiz as suposições anteriores de que você fez toda a sua vida, você nunca se posicionará contra o de sistemas de crenças não contestados. Alguns podem sentir como se estivessem limpando uma madeira e entrasse uma lasca da mesma em seu dedo, por não concordarem com o que o establishment falou sobre o povo judeu. Oramos para que você permita que a Palavra de Deus apresente o desafio - e não tenha medo de nadar contra a maré ou contra os credos ou dogmas de longa data.

Se Jesus nunca tivesse pronunciado essas palavras em João 4: 22, alguns de nós poderiam criar nosso próprio Jesus para se adequar à nossa cultura, formação e preferências. Outros podem sentir que Deus rompeu com os judeus. Lembro-me de ver o rosto de Jesus pintado como sendo um chinês na China, de preto na África e de ariano na América e na Europa. Os cristãos protestantes o veem hoje como o Bom Pastor com traços gentios - especialmente na época do Natal (um bebê deitado numa manjedoura, com cabelos loiros e olhos azuis). Os cristãos católicos o veem como uma figura icônica na cruz, sua identidade humana sequestrada.

Séculos atrás, sem a autoridade de Deus, as pessoas se encarregavam de rejeitar a judaicidade do Senhor, sua origem familiar e seu povo. Jesus estava sentado lá para lembrar à mulher samaritana e a todos que lessem a história nas gerações futuras que o povo judeu não deve ser esquecido e que eles estão ligados a algo significativo: Salvação.

Aqueles que têm medo de nossas raízes hebraicas cometem um grande erro. Em nenhum lugar do Novo Testamento Jesus ensina ou pratica algo que não seja da Torá. Ele apenas o interpretou de maneira diferente dos líderes religiosos da época. É triste que a maioria das igrejas nunca pensa em cuidar do povo judeu. Eles não têm ideia do que estão perdendo e alguns nem sabem quem eles adoram. Eu perguntei ao redor do mundo em muitos lugares, "a que Deus adoramos?" Poucos deram uma resposta, pois nunca haviam pensado nisso antes! Embora não adoremos o povo judeu, nós adoramos o Deus do povo judeu, como Ele claramente se identifica. (Isaías 43.3). “Vocês adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos ...” são as palavras dele para a mulher samaritana (João 4:22).

O Dr. Eyzenberg ensina que o entendimento das Escrituras Hebraicas e do Novo Testamento tem sido obscurecido por séculos de más interpretações ocidentais. Quando alguém diz que pode ser salvo sem aceitar o fundamento estabelecido pelo Senhor (Jo 4: 22), ele diz que pode ser salvo independentemente dos ensinamentos de Jesus. Ninguém pode negar a verdade e, ao mesmo tempo, aceitar a verdade. Ao aprender a entender os significados das palavras dos profetas e apóstolos, bem como o que Jesus disse, o entendimento e o conhecimento podem crescer em novas dimensões.

À medida que as traduções são descobertas, o texto hebraico que sustenta uma passagem bíblica geralmente parece beber água refrescante de um poço puro. Um pastor perguntou: "Venho pregando há vinte e cinco anos, por que não soube disso antes?" Está na hora de acreditarmos em todas as palavras de Jesus, não apenas em "algumas". Temos que permitir que a Bíblia nos desafie. A palavra deve ser trovejada dos púlpitos para despertar nosso povo.

Se a Igreja deseja alcançar sua plenitude, ela deve despertar para Israel. Se Israel quiser alcançar sua plenitude, ela deve despertar para o Rei, não mudando de religião. Encontrar o elo perdido de Israel em nossa fé nos levará a uma compreensão mais profunda do que Yeshua fez por nós, como Ele cumpriu as Escrituras e a Torá em todos os aspectos. Este link foi enterrado por séculos nos cemitérios de nossas igrejas.

Shaul (Paul) afirma claramente que, quando orgulhosamente nos elevamos acima do povo judeu que não pode vê-Lo, devemos lembrar que não somos os pilares da fé para o povo judeu, mas eles são Pilares de fé para nós. Vamos fazer o que é certo (Romanos 11:18). Então ele diz o impensável (para que não preguemos sobre isso): Pois se Deus não poupou os ramos naturais (Israel), também não poupará você. Portanto, considere a bondade e a severidade de Deus: severidade para com aqueles que caíram, mas bondade para com você, desde que permaneça na bondade dele (para com Israel). De outra forma, você também será cortado!” (Romanos 11: 21-22). Da próxima vez que você ouvir alguém dizer: "Por que você quer aprender sobre os judeus? São as últimas pessoas que significam algo para mim! "Diga-lhes: "Vá, leia as palavras que o próprio Jesus falou, volte e aí nós conversaremos".

O Senhor será um dia vindicador de Israel, quando julgar as nações por seu tratamento desrespeitoso com o seu povo. Os ideais e valores de seu Pai pelos quais a cidade reconstruída de Jerusalém será estabelecida, serão conhecidos em todo o mundo. Quando os reis realizam um banquete, sempre há arranjos de assentos, e Abraão, Isaac e Jacó provavelmente podem estar sentados em lugar de destaque à mesa (Mateus 8: 11). "Agora é a hora de reconhecer: A salvação vem dos judeus". A Igreja não deve mais evitar essas palavras de Jesus, tendo em vista o fato de que elas vieram do Seu Coração. Precisamos entender claramente que o próximo passo inevitável para a maturidade espiritual é restabelecer nosso destino dado por Deus com o povo judeu (Efésios 2: 12).

“Se queremos encontrar nosso lugar na mesa de banquete a ser realizada em Jerusalém quando o Senhor voltar, deveríamos realmente querer conhecer Jesus e Sua família. Quanto mais compreendemos os Pergaminhos da Torá, dos quais Ele ensinou, mais chegamos a valorizá-lo e entendê-Lo". - Sharon Sanders

Extraído da revista “For Zion’s Sake” Fourth Quarter 2019. www.cfijerusalem.org

67 visualizações
SOBRE NÓS

Como cristãos, recebemos de Deus um amor por Israel e pelo povo judeu. Queremos abençoá-los em nome do Senhor.

LOCALIZAÇÃO

(19) 98327 - 6054

 

Rua Francisco Daniel Carnielli, 67 - Residencial Jequitibá Rosa.

Sta. Rita do Passa Quatro - SP
CEP 13670-000

 

acisraelbrasil@gmail.com

© 2020 por Amigos Cristãos de Israel